raros encontros de sol e ar

Quando sua face esquerda
deitou no meu ombro direito,
meu coração, de ambos os lados, lhe dei.

Quando sua mão esquerda
entrelaçou com minha mãe direita,
minha paixão, em ebulição, lhe mostrei.

Seu toque meigo
encontra a metade do meu eu,
fundo, dentro de mim.

já não precisamos de muitas palavras,
apenas olhares sinceros e ocasionais
para viajarmos para nosso mundo.

2 comentários:

Mel Almeida disse...

Humm... Que lindo! *-*
Tem mais o que dizer?! :D


;***

nostalgia_tedio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.