as vezes a verdade dói.

Realidade. Discurtir filosofia, o cosmo, enquanto muito morrem sem ter o que discutir. Morrem calados, morrem atados com as cordas do NOSSO descaso. E muitos irão ler isso, e ficaram chocados, mas ninguém vive de dó e sim de pão e ação. Voltar a rotina sem refletir sobre isso, vai ser a reação da maioria. Rir de uma piada, tomar um sorvete ... Mas os nossos irmãos morrem sozinhos, afinal o egoísmo humano quer uma vida individual. E o abutre da vida, espera a sua comida, não porque ele é satânico ou cruel mas porque NÓS os entregamos a morte. Deus não aceita esse holocausto.

4 comentários:

Mel Almeida disse...

E como dói!
Excelente texto!
"mas ninguém vive de dó e sim de pão e ação" [...]
Adorei esse trecho.
Piedade não serve, o que serve é a ação concreta!

;***

SUSANA disse...

Como sempre, o texto ótimo e forte!

Patrícia Azevedo disse...

e quem pensa que o tião só faz belos poemas se surpreende.. rsrs *-* parabéns outra vez, excelente! é uma triste realidade, que sempre enxergamos bem distante de nós, o que não é verdade. muitos de nós nos vemos de mãos atadas diante dessa situação por não poder fazer nada significativo para ajudar, mas o que me frusta realmente é ver como somos ingratos com o que temos. acho que ser grato à Deus pelo o que Ele nos concede todos os dias, mesmo que sejam coisas simples como o andar com as próprias pernas ou enxergar com os próprios olhos já ajuda sabe... eles só pedem um pouco de atenção enquanto nossa visão é tapada por coisas inúteis que julgamos mais importantes. sempre comparamos nossa grama com a do vizinho que está mais verde, mas esquecemos de olhar o quintal do outro vizinho que nem grama tem. :/ bom, era pra ser só um comentário né? rsrs.. mas você me inspira *-* parabéns outra vez, te admiro muito! escreva mais vezes, preciso disso.

te amo ♥

Patrícia Azevedo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.