vestígios de um tempo

Um estado de angústia,
Um sentido de estagnação total.
Uma perca de cor,
Um momento cor âmbar,
Uma vida acinzentada.
Uma preguiça desumana,
Que pra compor esse verso
guerreei com minha complexa
convicção.

3 comentários:

SUSANA disse...

Muito bom!

Magnólia Ramos disse...

Que desânimo!

Quando nos encontramos sozinhos e meio que vazios, como no trecho que vc diz: "Uma vida acinzentada.
Uma preguiça desumana", dá pra perceber o quão podemos ser criativos diante da fraqueza e solidão.

O texto é curto, mas muuuuito sóbrio, relata um momento de dormência e desânimo, porém essa mesma fase com bastante criatividade.

Parabéns.

Mel Almeida disse...

Concordo com você, Magnólia!
Aliás! É o que mais gosto aqui...
Ele sempre consegue criar textos
lindos e criativos, ainda que o
tema seja "difícil", digamos assim...
Espero que esta fase esteja superada!

;***